• Edson Pavão

Como funciona a imigração em Portugal?


Quando viajamos para outro país, um dos maiores medos é ter a entrada barrada no local de destino ao passar pelo serviço de imigração. Para te ajudar, vamos te contar quais são as perguntas mais comuns que a imigração em Portugal costuma fazer.


O primeiro passo (e muito importante!) é sempre manter a calma e dizer a verdade. Afinal de contas, os oficiais de imigração em Portugal são altamente treinados para pegar mentiras.

Além das perguntas mais comuns, também vamos te orientar como agir quando sua entrada é negada pela imigração portuguesa. Confira!


6 principais perguntas feitas pela imigração em Portugal

Conheça quais são as 6 principais perguntas feitas pelos oficiais da imigração em Portugal.


1. Qual é o motivo da sua viagem?

Você pode responder que está a passeio, em viagem de trabalho, visitando amigos, família ou estudo, mas é importante ter como comprovar sua resposta, caso o agente imigratório solicite.


Por exemplo, se você vai estudar em uma Universidade ou trabalhar, deve ter o visto de estudante ou de trabalho respectivamente.


2. Quantos dias você vai ficar?

É importante lembrar que essa resposta precisa coincidir com a data registrada na sua passagem de volta.


3. Onde você vai se hospedar?

Aqui, você deve responder se vai ficar em um hotel e fornecer o nome do estabelecimento.

Se for ficar na casa de alguém, precisa mostrar uma "carta convite" da pessoa que mora no imóvel, feita de próprio punho, explicando que você estará na residência dela, porque pode ser que o serviço de imigração solicite comprovante dessa informação.


4. Quanto em dinheiro você tem?

Responda o quanto você tem espécie e diga que também tem a opção do cartão de crédito. É importante que tenha como comprovar, caso seja solicitado.


5. Você conhece alguém aqui?

Caso você não vá se hospedar na casa de um conhecido, é melhor responder que não para evitar explicações, porque tudo o que disser vai precisar ser comprovado.


6. Você tem seguro viagem?

Para entrar em Portugal, é obrigatório ter um seguro viagem. Não é recomendado viajar sem ele, pois isso pode te impedir de entrar no país. Então, apenas responda que sim e mostre o comprovante.


É sempre importante ressaltar que você nunca deve tentar enganar a imigração, pois isso pode gerar problemas gravíssimos.


O que fazer caso a sua entrada em Portugal seja negada?

Mudar de país, chegar no aeroporto com parte da mudança e ser barrado na imigração pode ser bem frustrante.


E se você está com o pedido de cidadania portuguesa em andamento, tenha em mente que isso não garante a sua entrada em Portugal e nem vai impedir que você tenha problemas na imigração.


Caso você seja barrado na imigração em Portugal, você ficará em uma sala, e não preso em uma cela. Depois, vai aguardar para ser entrevistado e, em seguida, receberá a resposta se pode entrar no país ou não. O viajante pode esperar por essa decisão por no máximo 48 horas.


Se sua entrada for mesmo negada, antes de tentar novamente, entre em contato com um advogado especialista em imigração para te auxiliar nos procedimentos corretos.


Situações que podem gerar problemas na imigração

Vários motivos podem impedir uma pessoa de entrar em Portugal, como ter itens proibidos nas malas, drogas ilícitas ou problemas com documentação.


Mas o motivo mais comum ainda é a suspeita de que o motivo da sua viagem não seja exatamente o que você está dizendo.


Anote aí outros motivos:

  • Não comprovar que tem dinheiro para bancar a viagem;

  • Não ter a passagem de volta comprada;

  • Não comprovar onde vai se hospedar durante a viagem;

  • Não ter um seguro viagem;

  • Não ter passaporte ou documento com a validade exigida;

  • Portar itens ilegais ou proibidos na sua bagagem.

Importante:

  • O passaporte precisa ter validade de pelo menos 6 meses a partir da data de embarque;

  • Seguro viagem no valor mínimo de 30 mil euros;

  • Comprovante financeiro (saldo da conta corrente, extrato de cartão de crédito, dinheiro em espécie, etc.) O valor mínimo para entrar em Portugal são 75 euros e mais 40 euros por dia de permanência no país;

  • Comprovantes de hospedagem (reserva do hotel ou Airbnb ou carta-convite se ficar hospedado na casa de alguém).

Precisando de ajuda para morar em Portugal? Agende agora mesmo uma consultoria online com a nossa equipe de assessoria jurídica e realize seu sonho de ter a dupla nacionalidade!

7 visualizações0 comentário